O Brasil é nosso! ou onde me manifestar no dia 04/12?

O Brasil é nosso! ou onde me manifestar no dia 04/12?

Foi difícil encontrar uma lista organizada para as manifestações no dia 04/12. Você achou? Eu achei neste link no facebook. Vou repassar aqui a baixo:

745b1dfa-0053-476a-b5c7-4a2ee61f7d61

JÁ TEMOS 232 CIDADES CONFIRMADAS PARA 4 DE DEZEMBRO

AC – Acre

Rio Branco – 14h – Em Frente o Palácio Rio Branco

AL – Alagoas

Maceió – 8h – Alagoinhas

AM – Amazonas

Manaus – 10h – Praça do Congresso

AP – Amapá

Macapá – 15h – Praça da Bandeira

BA – Bahia

Arraial d’Ajuda/Porto Seguro – 16h – Rua Mucuge – Piazza del Café
Dário Meira – 14h – Mercadão da Cidade
Ilhéus – 16h – Av. Soares Lopes – UNIMED
Itabuna – 15h – Jardim do Ó
Jequié – 9h – Av. Rio Branco – Viveiro
Porto Seguro – 14h – Praça do Relógio Centro
Salvador – 10h – Farol da Barra
Simões Filho – 8h – Praça Municipal
Vitória da Conquista – 14h – Praça Guadalajara (Da Normal)

CE – Ceará

Fortaleza – 16h – Praça Portugal
São Benedito – 18h – Galpão das Verduras no Centro da cidade

DF – Distrito Federal

Brasília – 10h – Em frente ao Congresso Nacional
Planaltina – 9h – Biblioteca

ES – Espírito Santo

Colatina – 14h – Enfrente o Banestes do Centro
Nova Venécia – 9h30 – Em frente à Igreja Assunção
Vila Velha – 16h – Posto MobyDick – Cabeceira da Terceira Ponte
Vitória – 16h – Praça do Papa

GO – Goiás

Anápolis – 10h – Praça Dom Emanuel
Aparecida de Goiânia – 15h – Em frente ao Buriti Shopping
Formosa – 7h30 – Praça Rui Barbosa – Praça da Prefeitura
Goiânia – 15h – Parque Areião – Em frente à Polícia Federal
Ipameri – 14h – Praça da liberdade
Itumbiara – 10h – Praça da República
Mineiros – 17h – Praça do Bauhaus
Morrinhos – 14h – Lago Municipal
Quirinópolis – 16h – Praça da Igreja Velha Matriz
Rio Verde – 15h – Praça dos Coqueiros

MA – Maranhão

Imperatriz – MA – 16h – Praça Brasil
São Luís – 16h – ALEMA – Assembleia Legislativa do MA

MG – Minas Gerais

Barbacena – 15h – Praca dos Andradas
Belo Horizonte – 10h – Praça da Liberdade
Cambuí – 5h30 – Praça da Matriz
Caxambú – 10h – Travessa Nossa Senhora dos Remédios
Conselheiro Lafaiete – 9h – Praça da Rodoviaria
Coronel Fabriciano – 10h – Av. Magalhães Pinto – Em frente ao Supermercado Duvale
Divinópolis – 16h30 – Praça do Santuário
Governador Valadares – 10h – Praça dos Pioneiros
Ibirité – 10h – Centro de Ibirité Perto da Rotatória
Itabira – 10h – Av. Mauro Ribeiro
Jacutinga – 15h – Praça da Igreja da Matriz
Juiz de Fora – 10h – Praça de São Matheus
Lavras – 9h – Praça dos Trabalhadores
Nova Lima – 9h – Praça da Liberdade
Nova Serrana – 14h – Praça da Lagoa – Jardim dos Lagos
Passos – 14h – UEMG (FESP)
Patos de Minas – 10h – Praça do Fórum
Pouso Alegre – 10h – Praça Senador José Bento
Poços de Caldas – 10h – Praça Pedro Sanches
Ribeirão das Neves – 11h – Praça Central
Santo Antônio do Monte – 14h – Praça da Estação
São Francisco – 17h – Praça do Centenário
São João del Rei – 16h – Praça da Estação Ferroviária
São Lourenço – 14h – Praça Brasil
Uberaba – 9h – Praça do Mercado Municipal Uberaba
Uberlândia – 10h – Praça Tubal Vilela
Ubá – 9h – Av. Beira Rio ao lado do Banco do Brasil
Varginha – 9h – Concha Acústica
Vazante – 10h – Praça do antigo Fórum
Viçosa – 9h30 – Quatro Pilastras – UFV

MS – Mato Grosso do Sul

Campo Grande – 16h – Praça do Rádio Clube
Dourados – 17h – Praça Antônio João

MT – Mato Grosso

Alta Floresta – 15h – Praça Cívica
Barra do Garças – 14h – Porto do Bae
Campo Novo do Parecis – 15h – Av Brasil – Centro – Em frente ao Banco Sicred
Cuiabá – 17h – Praça do Choppão
Rondonópolis – 17h – Em frente ao Rondon Plaza Shopping

PA – Pará

Altamira – 8h – Anel Viário próximo à Transbrasiliana
Belém – 8h – Escadinha da Estação das Docas – CDP
Castanhal – 15h – Cristo Redentor
Marabá – 16h – Praça Duque de Caxias – Velha Marabá
Paragominas – 16h – Praça do Ginásio de Esportes
Santarém – 9h – Praça São Sebastião

PB – Paraíba

Areia – 15h – Praça João Pessoa SN Centro de Areia
João Pessoa – 9h – Busto de Tamandaré
Montadas – 14h – Praça Josefa Tavares

PE – Pernambuco

Lajedo – 15h – Praça de Eventos – Centro da Cidade
Recife – 10h – Av. Boa Viagem Em frente à Padaria Boa Viagem

PI – Piauí

Teresina – 16h – Av. João XXIII – MPF

PR – Paraná

Apucarana – 15h30 – Praça Rui Barbosa
Campo Largo – 15h – Praça Getúlio Vargas
Campo Mourão – 9h30 – Pc da Igreja Matriz
Cascavel – 15h – Avenida Brasil – Em frente à Catedral
Cianorte – 16h – Encontro e saída em frente ao Santuário Eucarístico de Cianorte (Igreja Matriz)
Curitiba – 15h – Praça da Justiça Em frente à Justiça Federal
Dois Vizinhos – 17h – Praça da Amizade
Foz do Iguaçu – 9h – Praça do Mitre
Francisco Beltrão – 17h – Calçadão Central
Guarapuava – 14h – Praça Cleve
Londrina – 15h – Rotatória da Av. Airton Senna com Ernani Lacerda de Ataíde
Maringá – 14h30 – Praça da Catedral
Mercedes – 15h – Praça Central – Governador Parigot de Souza
Palmeira – 14h – Praça da Matriz
Palotina – 9h30 – Praça Amadeo Piovesan
Pato Branco – 16h – Av. Tupi,1611 – Em frente ao Posto Tigrão
Ponta Grossa – 2h30 – Igreja Sagrado Coração de Jesus (Igreja dos Polacos)
Rio Negro – 10h – AFUBRA de Rio Negro
Toledo – 16h – Lago Municipal

RJ – Rio de Janeiro

Araruama – 14h – Rodovia Amaral Peixoto – Em frente a Praça João Hélio
Armação dos Búzios – 14h – Praça Santos Dumont
Barra Mansa – 14h – Praça Nações Unidas – Ano Bom
Campos dos Goytacazes – 10h – Praça São Salvador
Macaé – 14h – Praia de Cavaleiros – Esquina do Durval
Niterói – 10h – Praia de Icaraí – Em frente à UFF
Nova Friburgo – 11h – Praça Demerval Barbosa Moreira – Em frente ao Centro de Turismo
Paraty – 10h – Praça da Matriz
Quatis – 10h – Supemercado Estrela
Resende – 15h – Praça Oliveira Botelho
Rio das Ostras – 10h – Praça José Pereira Câmara
Rio de Janeiro – 10h – Praia de Copacabana – Posto 5
Teresópolis – 9h30 – Praça Olímpica
Vassouras – 14h – Praça Barão do Campo Belo – Em frente à Igreja Matriz
Volta Redonda – 9h30 – Praça Brasil

RN – Rio Grande do Norte

Mossoró – 7h – Museu ao lado do Fórum
Natal – 15h – Portugal Center

RO – Rondônia

Jaru – 15h – Adolf Holl
Ji Paraná – 16h – Gerivaldão
Porto Velho – 14h – Av. Carlos Gomes – Próximo ao Palácio

RR – Roraima

Boa Vista – 16h30 – Praça do Centro Cívico

RS – Rio Grande do Sul

Arroio Grande – 17h – Praça Central
Bento Gonçalves – 15h – Igreja Cristo Rei
Caxias Do Sul – 14h – Praça Dante Alighieri
Estrela – 18h – Calçadão de Estrela
Farroupilha – 16h – Clube do Comércio
Gramado – 14h – Estacionamento do Ginásio Perinão
Ijuí – 17h – Praça da República
Marau – 15h – Praça Elpidio Fialho
Novo Hamburgo – 16h – Pista de Eventos
Passo Fundo – 15h – Av. Brasil – Praça da Mãe Preta
Pelotas – 15h – Praça Coronel Pedro Osório
Porto Alegre – 15h – Parcão
Santa Maria – 15h30 – Posto Dutra.
Santana do Livramento – 15h – Praça Internacional
Sapiranga – 15h – Parque Municipal dos Imigrantes
São Leopoldo – 14h45 – Praça Amadeo Rossi, Próxima à Estação do Tremsurb de São Leopoldo
Taquara – 16h30 – Praça Marechal Deodoro
Torres – 14h – Praça XV de Novembro
Vacaria – 16h – Praça Daltro Filho
Venâncio Aires – 15h – Em frente à Igreja Matriz

SC – Santa Catarina

Balneário Camboriú – 16h – Praça Tamandaré
Blumenau – 16h – Em frente à Prefeitura
Bombinhas – 16h – Praça 15 de Março
Brusque – 16h – Praça em frente à Prefeitura
Canoinhas – 10h – Em Frente à Igreja Matriz
Concórdia – 15h – Praça Dogello Goss
Criciúma – 15h – Parque das Nações
Florianópolis – 17h – Av. Beira-Mar – Trapiche
Garopaba – 16h – Estacionamento supermercado Silveira
Itaiópolis – 10h – Afubra de Rio negro
Itajaí – 15h30 – Beira Rio
Jaraguá do Sul – 15h – Praça Ângelo Piazera
Joinville – 16h – Praça da Bandeira
Lages – 10h30 – Praça da Catedral
Mafra – 10h – AFUBRA de Rio Negro
Timbó – 16h – Prefeitura Municipal Timbó
Três Barras – 14h – Em frente ao mercado Servilar

SE – Sergipe

Aracajú – 15h – Mirante da 13 de Julho

SP – São Paulo

Adamantina – 10h – Praça Elio Micheloni
Americana – 15h – Avenida Brasi
Andradina – 15h – Praça Moura Andrade
Araras – 14h – Praça Barão de Araras
Araçatuba – 9h30 – Rotatória Av. Brasília x Av. Pompeu
Assis – 15h – Praça do Cinema Municipal
Avaré – 10h – Jardim São João
Barueri – 14h – Alphaville (Frente ao Residencial 01)
Bauru – 9h – Av. Getulio Vargas – Em frente a PF
Bauru – 9h30 – Av. Getúlio Vargas – Em frente à Polícia Federal
Botucatu – 14h – Catedral
Bragança Paulista SP – 15h – Rua dos Emigrantes – Sambódromo
Campinas – 10h – Largo do Rosário
Capivari – 15h – Praça Central
Catanduva – 10h – Igreja Matriz
Colina – 19h30 – Praça da Matriz
Diadema – 15h – Praça da Moça
Franca – 10h – Praça Nossa Senhora da Conceição
Holambra – 15h – Moinho Povos Unidos
Ilha Solteira – 17h – Praça dos Paiaguás
Ilhabela – 10h – Praça Coronel Julião de Moura Negrão
Indaiatuba – 9h – Estacionamento do Parque Ecológico – próximo a Concha Acústica
Itapetininga – 15h – Largo dos Amores
Itapeva – 9h30 – Praça de Eventos Zico Campolim – Carreata
Itapeva – 9h30 – Praça de eventos Zico Campolim
Itatiba – 14h – Praça da Bandeira
Itú – 15h – Igreja Matriz
Jacareí – 10h – Parque da Cidade
Jaguariúna – 10h – Em frente à estação da Maria Fumaça
Jundiaí – 10h30 – Av. 9 de julho – Bolsão
Limeira – 10h – Praça Toledo de Barros
Marília – 13h – Prefeitura Municipal
Mogi das Cruzes – 9h30 – Praça Osvaldo Cruz – Praça do Relógio – Centro
Nova Odessa – 10h – Prefeitura da cidade
Osasco – 15h – Largo de Osasco
Penápolis – 15h – Praça Carlos Sampaio
Peruibe – 15h – Igreja Matriz – Centro
Pindamonhangaba – 3h – Praça Monsenhor Marcondes
Piracicaba – 9h30 – Praça José Bonifácio – Centro
Pirassununga – 9h – Praça Conselheiro Antônio Prado – USP
Pompéia – 14h – Partida em 4 ônibus de cidade para Av. Paulista
Praia Grande – 15h – Praça da Paz
Presidente Prudente – 9h30 – Parque do Povo
Ribeirão Pires – 14h – Praça da Vila do Doce
Ribeirão Preto – 10h – Parque Municipal Dr. Luiz Carlos Raya
Rio Claro – 9h – Jardim Público
Salto – 9h – Praça XV
Santo André – 14h – Prefeitura Santo André
Santos – 15h – Praça da Independência
Sorocaba – 16h – Campolim – Parque Carlos Alberto de Souza
Sumaré – 17h30 – Avenida Rebouças – Praça das Rebolças
Suzano – 10h – em frente a prefeitura
São Carlos – 10h – Praça do Mercadão
São José do Rio Preto – 10h – Mercado Municipal
São José dos Campos – 15h – Praça Afonso Pena
São João da Boa Vista – 17h – Praça Joaquim José
São Paulo – 14h – Av. Paulista MASP
Taubaté – 16h – Praça Santa Terezinha
Terra Preta – 15h – Av. Presidente Tancredo Neves, 200
Valinhos – 10h – Praça Washington Luiz
Votuporanga – 10h – Concha Acústica
Águas da Prata – 14h – Balneário

TO – Tocantins

Araguaína – 16h – Praça das Bandeiras
Palmas – 16h – Praça dos Girassóis

Exterior (horário local)

Cidade do México – 10h – Embaixada do Brasil
Dublin (Irlanda) – 16h – Spire
Lisboa (Portugal) – 15h – Praça Luís de Camões
Londres (Inglaterra) – 14h – Embaixada Brasileira em Londres
Montreal (Canadá) – 13h – Em frente ao Consulado Brasileiro
New York (USA) – 14h – Em frente a Biblioteca Pública 5a.Av. com Rua 42 – Manhattan
Springfield (USA) – 15h – Montgomery Plant
Sydney (Australia) – 15h – 45 Clarence St

(Última atualização: 03/12/2016 às 15:29)
Fonte: https://www.facebook.com/VemPraRuaBrasil.org/photos/pb.344408492407172.-2207520000.1480803309./682841978563820/?type=3&theater

Anúncios

Brasil abortado à facadas

Brasil abortado à facadas

Oi Terráquios! Vocês são incríveis! hahahaha

“Está sendo aprovada a lei da intimidação contra procuradores, juízes e grandes investigações” – Deltan Dallagnol

De tempos em tempos vemos na mídia uma enxurrada de informações sem foco. Alias, desinformação. Já se perguntou quem ganha com isto?

Aldous Huxley dizia que existem dois tipos de censura, uma mais antiga onde se proibia de falar, de pensar, de expor ideias e opiniões. E outra onde a quantidade de informações geradas e promovidas eram tão grandes que nenhum pensamento, fala, ideia ou opinião ganharam autoridade. É o que ocorre hoje. Quem domina a mídia e a educação projeta a sociedade ao seu bel prazer.

Pois bem, ontem ocorreu uma fatalidade das mais tristes. Um time inteiro de futebol, pronto para jogar uma final do campeonato cai e deixa quase todos os passageiros e tripulantes mortos. Isto mobilizou o país ontem e continuará por alguns dias.

Ao mesmo tempo, na cidade do Rio de Janeiro, uma cidade pulsante no que toca a política, se debruça sobre a questão do Uber. Nesta semana o prefeito sanciona uma lei que proíbe o uso deste serviço na cidade. Tal ação incomoda a maior parte da população, de todas as inclinações ideológicas, e se torna um tema da maior relevância local.

Ainda neste período morre o ditador de Cuba Fidel Castro. Ele governou Cuba de 1959 a 2008 quando repassou o comando do país para seu irmão. Este país é a principal implementação do comunismo/socialismo no mundo contemporâneo. Esta morte, de certa forma, encerra o século XX.

Recentemente a câmara desenvolve um projeto que anistia políticos de crimes como Caixa 2. Não declarar capital sempre foi ilegal no Brasil. As campanhas eleitorais obrigam os políticos a declararem todos os seus bens e a exibir para o público. A anistia faz com que pessoas físicas e partidos não sejam punidos por isto. Temer disse que vai vetar. Temer ainda não vetou.

Ontem, bizarramente, 3 juízes da primeira turma do STF, entenderam que o aborto em até 3 meses de gravidez é algo válido, criando jurisprudência para o caso. Ademas, grupos organizados de esquerda esfaquearam um policial em brasília por protestos contra a PEC 541 e a reforma no ensino médio.

Todas as noticias que estão citadas acima são, de certo modo, aleatórias, e não tem uma conexão direta com as 10 medidas contra corrupção. Porém qualquer coisa que possa gerar emoção, descontrole ou que, simplesmente, seja útil para retirar o foco de ações que retirem poder de políticos ganham sobredestaque. Esta é a principal estratégia contra a lava-jata e todas as investigações atuais. É, sem dúvida, a saída para os políticos se perpetuarem e manterem o coronelismo.

Print

As 10 medidas contra a corrupção são um projeto do ministério publico como uma resposta a fenômenos como Mensalão, Petrolão, Tremsalão, etc. Tais medidas neutralizam o poder de políticos evitando que tais coisas ocorram.

Entretanto os políticos contra-atacam criando diversos projetos espalhados dividindo a atenção da sociedade. Um deles é o de anistia do caixa 2. Toda a população se focou nesta questão, Temer disse que iria vetar, e estão todos felizes 😀 . Temer não vai vetar. A câmara não incluirá mais este texto, devida comoção popular.

Além disto – e o mais tenebroso – ontem foi aprovado por 450 votos contra 1, o texto-base do projeto das medidas anticorrupção com várias modificações em sessão extraordinária, que durou até 4:18 da madrugada para se encerrar. As mudanças mais sérias são a possibilidade de juízes e promotores responderem por crime de abuso de autoridade. Isto é uma clara destruição do sistema de pesos e contra-pesos que equilibra os poderes.

Este texto simplesmente desmonta a 745b1dfa-0053-476a-b5c7-4a2ee61f7d61lava-jato. Um ex-presidente brasileiro, por exemplo, já entrou com um processo contra o juiz Sergio Moro. Haveria sim a possibilidade do juiz ser preso pela denuncia deste réu – sendo ele um político (?) – graças a tal lei. Incrível né?

O autor do projeto inicial, membro do ministério publico, Deltan Dallagnol disse: “Está sendo aprovada a lei da intimidação contra procuradores, juízes e grandes investigações”.

Abraços Terráquios!

Liberdade não é direito natural

Liberdade não é direito natural

Olá Terráquios! Muito legal observar o comportamento humano aqui do espaço. Vocês ‘ririam muito’ se estivessem do meu lugar 🙂

Os gregos da antiguidade acreditavam que todo o universo era finito e ordenado. Eles acreditavam que os Deuses conseguiram projetar tudo para que o desenvolvimento dos seres humanos (e também de outros seres) fosse possível.

Os gregos acreditavam também que cada ser humano tinha uma missão na terra. Por exemplo: Neymar – o jogador de futebol – foi feito para jogar futebol. Ele tem boa habilidade com as pernas, corre bem, tem percepção geoespacial e física destacadas. Além disso ele deve gerar entretenimento para os demais seres humanos.

Já outros seres humanos possuíam, na visão grega, outras capacidades. Alguns conseguiam explorar estas capacidades e ser o que eles tinham que ser; e outros não. Quando o ser conseguia alcançar o que ele haveria de ser para o mundo, dava-se o nome de Eudaimonia.

É!… Nem todos eram capazes de alcançar a eudaimonia.

A vida é um direito natural

No prólogo comentei sobre como os gregos observavam a vida. Nos dias de hoje a análise mais comum difere em muito da análise grega, mas ouso trazer a mesma percepção adaptada para os dias de hoje.

A vida é, para os religiosos, uma dádiva, um presente de Deus. Para os não-religiosos ela é igualmente relevante, mas não atribuem a ninguém o ônus da criação. Ambos entendem que a vida é algo sofisticado e, de certo modo, superior às simples capacidades humanas.

Para a biologia seres vivos são aqueles que são de espécies com capacidade de nascer, crescer, reproduzir e morrer. Pedras não vivem: Humanos vivem.

Não existe lei do homem que dê alguém o direito de viver. Esta lei está acima do homem, uma vez que quem define já vive e todos os afetados, todos, também vivem, reproduzem e morrem. Quando leis humanas dizem isto, elas apenas destacam uma obviedade, completamente desnecessária.

Viver é sinônimo de relacionar-se com a natureza

Viver também significa manter-se vivo. O ser humano, por exemplo, possui um aparato biológico pronto para a manutenção da vida chamado Instinto. Sobre instinto estou falando de fome, sede, medo da morte, libido, etc. Tudo isto serve, naturalmente, para manter a vida em funcionamento.

Mas isto é pouco. A vida se dá na relação do vivente com a natureza. Veja bem, natureza são as árvores, os rios, os animais, o planeta, as estrelas e o próprio ser. Tudo isto junto é a natureza, não excluindo ninguém. Observo que o ser humano, quase sempre, se esquece disso.

Quando um ser faz uma fogueira para espantar animais peçonhentos, ou para se aquecer, ele mantem sua vida. Quando bebe água, quando caça, quando pesca, etc. Manter a vida é utilizar de suas faculdades – de suas capacidades -, junto à natureza. O ser transforma a natureza para facilitar a manutenção da vida.

A liberdade consiste na capacidade de poder utilizar suas faculdades para aprimorar sua relação com a natureza e reduzir o esforço de adquirir recursos para manutenção de sua vida. Ser livre é poder utilizar suas faculdades para manter sua sobrevivência. Ser livre é poder trabalhar.

Qual é o produto da minha relação com a natureza?

Quando um ser interage – através de suas faculdades – com a natureza ele cria produtos, para manutenção de sua vida. Existem produtos tangíveis – cadeiras, mesas, flechas, comida – e produtos intangíveis – histórias, ideias, planos, engenhos.

Uma cadeira é o resultado da liberdade de um ser em utilizar suas faculdades para manter-se vivo. Além disto a liberdade de construir/adquirir uma cadeira é resultado do fato do ser estar vivo.

Ou seja, é indissociável o fato do ser criar coisas com sua liberdade para manter-se vivo. De certo modo é verdade que vida, liberdade e propriedade são as mesmas coisas. Pena que não existe um termo que, sozinho, signifique as três coisas. Ou existe?

Como o próprio ser humano reduz a vida de outro?

Se concordamos que a vida, a liberdade e a propriedade são as mesmas coisas, precisamos entender quais reduções da vida são possíveis. A escravidão é a redução direta ao direito a vida: A propriedade de si mesmo é entregue a outrem .

Os impostos, o trabalho forçado são reduções do direito a liberdade – o direito ao livre exercício de suas capacidades para manter sua vida. Já o roubo, a espoliação, a expropriação, o furto e, novamente, o imposto, são reduções do direito à propriedade. Tudo isto são reduções do direito natural à vida.

Abraços Terráquios!

 

 

 

Karnal, Cortella e Clóvis

Resultado de imagem para Gramsci

Olá Terráquios! Peço Vênia aos colegas liberais, conservadores e libertários que criticam Cortella, Karnal e Clóvis. Claro que a crítica é fundamental. Aliás, crítica, vem do grego, kritike com variantes como kritereom. Este nome era dado ao processo de separação de elementos parecidos, como a separação do joio do trigo. Esta expressão dá origem a palavras como critica e critério. Criticar não é falar mal, é evidenciar. Aprendi com o Cortela =)

Aprendi também que o pecado mais fundamental é o orgulho; e aprendi que a inveja é a base do Evangelho segundo Marx. Foi uma ladainha de umas duas horas. Infelizmente não assisti a todas as ladainhas. Por acaso quem me ensinou a inveja foi Karnal. No mesmo simpósio, Pondé falou sobre Luxuria, ainda na curadoria de Karnal.

A base do meu conhecimento sobre política, a dinâmica das massas, a organização dos gatekeepers sociais; além de um curso profundo de ética, que até fala de modelos marxistas que, por muita vezes é consequencialista pragmático, e por outras consequencialista coletivista. Foram dois cursos que fiz com o Clóvis.

Assisti várias aulas do Karnal ou do Clóvis que, por exemplo, eles se contradizem de propósito, para evidenciar a conclusão óbvia da platéia. Tenho notado que hoje, com os 3 sendo mais POPs (o Cortella já é a alguma tempo), um monte de gente compartilha pequenos trechos de vídeos no facebook achando-se capazes de reduzir esses caras a um rótulo. Caindo nessa armadilha vocês estão sendo tão totalitários quando a esquerda que vocês tanto falam mal.

Abraços Terráquios!

Cunha não pode fazer delação premiada

Cunha não pode fazer delação premiada

Olá Terráquios. Imaginem se o Cunha fizer uma delação premiada? Ou melhor, colaboração premiada. O mecanismo que a polícia federal possui para acelerar confissões em troca de benefícios ao Cunha pode até ser utilizado, mas não pode acabar ajudando um bandido?

Vamos entender melhor. A colaboração, quando utilizada pela Polícia federal, extrai do suspeito provas contra alguém ou informações relevantes para o caso, quando o suspeito confessa também, a prática da infração. Em contrapartida o estado dá um prêmio ao colaborador. Isto está previso na lei 12850/13, sancionada pela, então presidente, Dilma Roussef.

Os prêmios possíveis para o colaborador são: perdão judicial, ou seja, impunidade, definida por lei; a redução da pena em até 2/3; e/ou a substituição da pena privativa de liberdade por pena restritiva de direitos, como, por exemplo, a prestação de serviços à comunidade.

O acordo de delação premiada é realizado pela Polícia Federal, junto ao investigado e seu defensor, desde que haja manifestação do ministério público. O acordo é realizado e permanece em sigilo de justiça. Além disto o acordo só se torna válido após a homologação realizada pelo juíz do caso.

“Delação premiada é para quem cometeu crime, eu não cometi crime”, disse Cunha ao Cabrine, repórter da SBT. Isto pode significar que ele vai manter sua posição de que não cometeu crime nenhum. Entretanto a Polícia Federal diz já ter provas suficientes contra ele.

Por outro lado, Eduardo Cunha é casado com a jornalista Claudia Cruz e possui 4 filhos, 3 no primeiro casamento e 1 no segundo casamento com a Claudia. Me parece que isto lhe causa aflição. Acho que ele pode acreditar que ficará preso por um bom tempo, mas não acredito que ele aceite esta possibilidade com seus familiares. Vendo deste modo, acredito que ele possa ter o interesse de fechar um acordo de delação.

Entretanto, não existem grandes motivos para a Polícia Federal fechar acordo com ele. Ela já fez uma quantidade considerável de acordo semelhantes com ‘peixes pequenos’. Não há porque fazer com um ‘peixe grande’. Os acordos servem para conseguir chegar nestas pessoas. Imagine só se Cunha delata Lula, por exemplo, e, em troca, tem de doar cestas-básicas ao invés do cárcere. O ex-parceiro do governo petista não tem muito o que fazer. E não me parece que a polícia esteja interessada em aliviar a punição dele.

 

Com tudo isto, vejo alguns problemas no discurso utilizado por alguns petistas e afiliados. O discurso de que o Eduardo Cunha fez um grande golpe aceitando o pedido de Impeachment, que foi julgado pelo Senado, presidido pelo Superior Tribunal Federal. Se isto foi um golpe, seria, então, o juiz Sergio Moro o grande justiceiro contra o golpe?

 

A terceira guerra começou?

A terceira guerra começou?

Olá Terráquios! Vamos analisar por partes o que está ocorrendo. Haveria um motivo religioso para a guerra? O Estado Islâmico (ISIS) gera uma pressão migratória de civis para outras regiões, mas a área com maior concentração de refugiados é a Europa. Além disto o ISIS tem exterminado católicos e outras designações. Posteriormente a isto, o fluxo migratório para Europa e algumas regiões da Ásia está causando importantes modificações culturais. Embora existam severos conflitos culturais e religiosos, esta não me parece a principal motivação para um conflito de magnitude mundial.

 
Haveria então uma motivação econômica? A região da Crimeia na Rússia é rica em gás. Sabe-se que a economia Russa é fortemente apoiada na venda deste produto para a Europa. Por conflitos internos a Crimeia tentou se separar da Rússia. Isto causaria inacreditável perda de receita para a Rússia, gerando grandes impactos econômicos.
Por outro lado, a Arábia Saudita, parceira econômica dos EUA, também possui gás e deseja exportar para Europa. Hoje a principal passagem para o gás é a Síria de Assad, parceiro de Putin. Não é à toa que existem tantos conflitos na região.

 
Neste caso existiria algum motivo econômico para uma empreitada Russa, mas não necessariamente outros povos embarcariam nessa guerra agora. Veja a Europa: ela é cliente da Rússia. Não faria sentido a Rússia ataca-la ou vice-versa. Por outro lado, para a Europa seria até bom ter um novo fornecedor de gás, com custo menor e reduzindo o risco de escassez.

 
Haveria então alguma motivação política? Os EUA estão em meio a uma eleição presidencial com duas figuras marcantes: uma socialite socialista sem-noção, Hillary, e um empresário conservador redneck, Trump. Eles disputam a eleição para os próximos 4 anos e definem 3 juízes do Supremo para os próximos 40 anos. Isto significa que existe uma importância fundamental na manutenção ideológica dos EUA e provavelmente do mundo.

 
Atualmente o Trump exibe uma aparente parceria com Putin, isto porque existem diversos negócios do empresário lá. A vitória da Hillary poderia alterar fortemente as estruturas geopolíticas, como a alteração no apoio à Arábia Saudita. Atualmente a Rússia apoia o Irã e o Iêmen que desestabilizam a Turquia por ser uma possível passagem alternativa de gás. Num novo cenário geopolítico a Hillary poderia apoiar um Irã e, ao meu ver, uma guerra mundial ficaria melhor desenhada.

 
A mídia Russa trata como se a guerra mundial já estivesse ocorrendo. O fomento do ódio ao ocidente é evidente, há alguns anos, na Russia. Algumas fontes com pouca credibilidade afirmam na internet que a Rússia já se posiciona com armas nucleares em sua fronteira com a Europa; afirmam que a Itália confirma a participação da OTAN na fronteira com a Rússia; afirmam que o Porta-aviões russo Admiral Kuznetsov segue para o Mediterrâneo; afirmam até que misseis terra-terra foram disparados contra embarcações americanas.
Bom, a seguir pode-se ver uma matéria da imprensa portuguesa, RPT, falando sobre esta situação.

Terráquios, me parece que ainda tem muita água para rolar antes de termos a próxima guerra mundial. Por hora, me parece apenas uma coreografia feia para uma plateia pequena. Nós do Brasil nem entramos neste teatro, mas sabemos da peça anunciada.

 

Voto nulo não anula eleição!

Voto nulo não anula eleição!

Olá Terráquio! Já ouviu essa história de que mais de 50% dos votos nulos anulam a eleição? Eu já ouvi, e muito! Vamos ver por que isto acontece.

 

Como anular uma eleição?

Para uma eleição majoritária todos os votos válidos são contabilizados para definir o vencedor. São considerados como votos não válidos aqueles que ficaram como brancos ou nulos.

Então, vamos considerar hipoteticamente: numa eleição há 10 votos para o candidato COXINHA, 8 votos para o candidato MORTADELA e 20 votos nulos. Neste caso o candidato COXINHA é o vencedor.

Mas há uma confusão gerada pela Lei 224 do código eleitoral que diz: “Se a nulidade atingir a mais de metade dos votos do país nas eleições presidenciais, do Estado nas eleições federais e estaduais ou do município nas eleições municipais, julgar-se-ão prejudicadas as demais votações e o Tribunal marcará dia para nova eleição dentro do prazo de 20 (vinte) a 40 (quarenta) dias.”

O artigo se refere aos votos anulados judicialmente e não os votos nulos dos eleitores. Por exemplo, se numa eleição o candidato COXINHA tem 80 votos e o candidato MORTADELA tem 20 votos, mas após a eleição observa-se que a candidatura do coxinha era inválida. Neste caso os 80 votos dele passam a ser anulados judicialmente. Não confunda voto nulo com voto anulado judicialmente.

Qual é a diferença entre voto nulo e voto branco?

Nenhuma! Ambos os votos são considerados inválidos. Eles não são contabilizados e não anulam uma eleição.

Mas vale ressaltar a história disto.

Quando os votos eram realizados em cédulas em papel, ele poderia ser anulado através de uma rasura evidente. Quando a cédula era riscada, o seu voto era nulo e não se questionava.

Ainda nas cédulas em papel, votos em branco eram aqueles que o eleitor não escreve nada. Neste caso, é totalmente possível que o responsável do TRE, criminosamente, adultere o papel em branco. Mas, ele efetivamente deveria ter a mesma função do voto nulo.

Este assunto é ativo até hoje (2016) crendo que votos brancos vão para o mais votado. Isto é falso! Votos brancos e nulos têm a mesma função.

 

A lei que se refere ao voto nulo

 Lei nº 4.737 de 15 de Julho de 1965

Institui o Código Eleitoral.

Art. 224. Se a nulidade atingir a mais de metade dos votos do país nas eleições presidenciais, do Estado nas eleições federais e estaduais ou do município nas eleições municipais, julgar-se-ão prejudicadas as demais votações e o Tribunal marcará dia para nova eleição dentro do prazo de 20 (vinte) a 40 (quarenta) dias.

 § 1º Se o Tribunal Regional na área de sua competência, deixar de cumprir o disposto neste artigo, o Procurador Regional levará o fato ao conhecimento do Procurador Geral, que providenciará junto ao Tribunal Superior para que seja marcada imediatamente nova eleição.

§ 2º Ocorrendo qualquer dos casos previstos neste capítulo o Ministério Público promoverá, imediatamente a punição dos culpados.

§ 3o A decisão da Justiça Eleitoral que importe o indeferimento do registro, a cassação do diploma ou a perda do mandato de candidato eleito em pleito majoritário acarreta, após o trânsito em julgado, a realização de novas eleições, independentemente do número de votos anulados. (Incluído pela Lei nº 13.165, de 2015)

§ 4o A eleição a que se refere o § 3o correrá a expensas da Justiça Eleitoral e será: (Incluído pela Lei nº 13.165, de 2015)

I – indireta, se a vacância do cargo ocorrer a menos de seis meses do final do mandato; (Incluído pela Lei nº 13.165, de 2015)

II – direta, nos demais casos. (Incluído pela Lei nº 13.165, de 2015)

 

 

Abraços, amigos terráquios!